Raja Yoga - Suddha Dharma Mandalam - Ashrama Subramaniananda - Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil

Raja Yoga - Fatos

História da Psicologia e suas Principais linhas

Postado dia 18/10/2007 às 16:04 horas, por Administrador.

HISTÓRIA DA PSICOLOGIA E ALGUMAS DE SUAS PRINCIPAIS LINHAS

                       Eneida  F D Novaes 

1885 – Freud estuda com Charcot em Paris. Em suas aulas Charcot conseguia reproduzir sintomas histéricos, como a paralisia de um membro, através da hipnose.

 

1895 – Sonho da injeção de Irma define para Freud que os sonhos são realizações de desejos (livro: Estudos sobre a histeria – S. Freud)

 

1900 – Freud lança seu primeiro livro realmente psicanalítico que vende poucos exemplares nos primeiros anos: “A interpretação dos sonhos”.

 

1905 – “Três ensaios sobre a teoria da Sexualidade”. S.Freud

 

1909 – Universidade Clark nos EUA – num Congresso, Freud proclama “Eu lhes trago a peste”, referindo-se à psicanálise. Estavam juntos Jung, Brill, Ernest Jones, Ferenczi e Stanley Hall.

 

1910 – Fundação da IPA (Associação Psicanalítica Internacional)

 

1913 – “Totem e Tabu” S. Freud

 

1914 – Jung demite-se da presidência da IPA após divergências sobre a teoria da sexualidade que considerava exagerada.

 

1920 – “Muito além do princípio do prazer” – S. Freud. Introdução do conceito de pulsão de morte por Freud.

 

1923 – “O ego e o id” S.Freud.

 

1927 – Wilhelm Reich rompe com a IPA por divergências políticas e por achar a teoria da sexualidade branda.

 

1928 – Fundação da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

 

1930 – “O mal-estar na civilização” S.Freud.

 

1933 – Obras de Freud são queimadas pelos nazitas

- “Psicanálise da Criança” – Melanie Klein

 

1936 – “O estágio do espelho” – J. Lacan.

 

1938 – Criação de eletrochoque em terapia com psicóticos.

 

1939 – Freud morre em Londres onde se refugiara do nazismo.

 

1942 – “A função do orgasmo” W. Reich.

 

1952 – Melanie Klein se direciona na análise de crianças. Seu pensamento é corrente principal na IPA. Ela escreve “Inveja e Gratidão”

 

1953 – Rompimento de Jacques Lacan com a Sociedade Psicanalítica de Paris. Inicia a seqüência de “O Seminário”.

 

1960 – Descobre-se que os neurotransmissores serotonina e adrenalina influem na depressão.

 

1962 – Bion se destaca no grupo de Kleiniano da Sociedade Psicanalítica Britânica. Ele escreve “Aprendendo com a experiência”.

 

Extraído de: Revista Isto É – 1356, de 27/09/1995.

 

 

 

 

 

 

 

 

PRINCIPAIS LINHAS DA PSICOLOGIA

 

Escolas que concebem a existência do inconsciente (Freud e seus seguidores)

 

Ø     PSICANÁLISE

 

§        FREUD médico (neurologista) austríaco, (1856 – Londres 1939); “Pai da Psicanálise” – seu fundador. Baseia-se em um modelo psíquico composto por 03 elementos: ID (instinto, lado primitivo), EGO (aquilo que você é, relacionado a valores, atitudes, percepções) SUPEREGO (espécie de censura que o indivíduo se impõe, mas que é determinada pela sociedade). O desenvolvimento desses elementos está relacionado com certas etapas da vida, especialmente a infância. Utiliza a análise e interpretação dos sonhos e a técnica de associação livre: o paciente deve fazer associação entre palavras, idéias e pensamentos, depois interpreta-os. Objetivo: trazer à tona o material inconsciente.

 

§        JUNG psiquiatra suíço (Suíça 1875 – Suíça 1961) (Linha Junquiana) – existe também um inconsciente coletivo compartilhado pela humanidade. São os arquétipos, símbolos que atravessam a história e são transculturais, isto é, desde os povos primitivos, em todas as civilizações – fantasias arcaicas da humanidade. Exemplos: a Grande Mãe, O Herói etc. Os sonhos são muito valorizados e vistos como códigos de determinadas passagens da vida.

 

§        REICH médico e psicanalista austríaco (Galícia austríaca 1897 – Pensilvânia 1957) – (Linha Reichiana) Integração corpo e mente. Tensões musculares crônicas – resultado da influencia de regras repressivas que existem na sociedade – que impedem a livre circulação da energia vital e causam desequilíbrio emocional. Quebrar as couraças musculares ou tensões crônicas é o objetivo da terapia reichiana (através de toques, massagens, exercícios) e análise do inconsciente “O corpo é o inconsciente visível”, “o inconsciente está escrito no corpo”. Dentro do inconsciente individual mostrou a força do componente não verbal (corpo).

 

§        ANÁLISE BIOENERGÉITCA (linha neo-reichiana) derivada da linha Reichiana. Fundada por Alexander Lowen (atualmente ± 97 anos, americano) criou exercícios para desfazerem as couraças e permitir melhor circulação da energia vital. Combina de forma única os princípios fundamentais da Psicanálise com o trabalho direto nos níveis do somático, do desenvolvimento e da relação. O conceito integrado é que o corpo e mente formam uma unidade. Nós somos os nossos corpos como também nossos pensamentos, emoções, sensações e ações. Logo, a Análise Bioenergética centra-se nos processos biológicos envolvidos na saúde.

 

§        Melanie Klein britânica, de origem austríaca (Viena 1882 – Londres 1960). Considerada a criadora da psicanálise de crianças por meio da técnica do brincar, que consistia em considerar o brincar durante a sessão como equivalente à associação livre do adulto.

 

§        LACAN francês, médico e psicanalista (Paris 1901 – Paris 1981). “o inconsciente está estruturado como uma linguagem”. Renovador do pensamento freudiano, trouxe para a psicanálise elementos estruturalistas e criou uma “clínica do real”. “Estabeleceu um diálogo inédito da filosofia com a psicanálise” (E.Roudinesco)

 

§        Bion psiquiatra e psicanalista britânico, nascido na Índia 1897, morreu em Oxford 1979. Aluno de M. Klein, presidiu a Sociedade Britânica de Psicanálise de 1962 a 1965. Contribuiu com expansões sobre o processo de pensar, assunto de “Aprendendo com a Experiência”, a função dos mitos na psicanálise e na mente humana. Também se interessou pelo desenvolvimento do pensamento da criança, e de seus distúrbios.

 

§        winnicott pediatra e psicanalista britânico (Inglaterra 1896 – Inglaterra 1971). Introduziu mudanças fundamentais na clínica psicanalítica com crianças. Destacou o desamparo, a dependência infantil de seu ambiente-mãe e as ansiedades catastróficas que acompanham o estado inicial de não-integração.

Veja outros Fatos



Suddha Dharma Mandalam - Ashrama Subramaniananda - Ribeirão Preto /SP Brasil